20/12/2019

Iluminação de Cozinha

 

Iluminação de Cozinha - Luz quente ou fria?

 

As cozinhas são uma das áreas mais movimentadas da casa, e a iluminação desse espaço precisa ser clara, bem distribuída e adequada. E para iniciar um bom projeto luminotécnico da cozinha, o primeiro passo é analisar o layout do espaço, como mobiliário, aberturas de portas e janelas, pé direto e tipo de forro. Outro elemento de grande importância é os acabamentos como revestimentos e cor, tanto das paredes como do mobiliário do local.

 

É importante que este ambiente esteja sempre bem iluminado, com lâmpadas que não cansam a vista e luminárias que agreguem beleza e bom gosto a composição do ambiente.

 

Para saber mais sobre iluminação desse ambiente tão especial e descobrir diferentes modelos de luminárias para cozinha, confira as dicas que selecionamos para deixar seu cômodo muito mais aconchegante e bem iluminado.

 

Considerada como a luz principal do ambiente, a iluminação geral costuma ser feita através de uma luminária principal posta no centro do teto. Esta luz deve ser confortável aos olhos, e ao mesmo tempo, suficiente para uma visão clara do espaço.

 

Para quem prefere uma iluminação mais viva e brilhante, utilizar lâmpadas fluorescentes como iluminação geral é uma ótima opção. Compactas e eficientes esse tipo de lâmpada possui diversos tamanhos e formatos que pode ser facilmente adaptado ao local.

 Os plafons são uma da opção mais utilizadas para iluminação geral da cozinha, sua iluminação ampla é capaz de produzir uma luz direta, indireta ou difusa.

Um dos principais erros na hora de iluminar este ambiente é tentar iluminar toda a cozinha com apenas um acessório centralizado no teto, isso torna o ambiente muito cansativo devido ao brilho em excesso. O ideal é utilizar mais de uma fonte de luz no local como spots e pendentes.

 

Para uma iluminação indireta com os plafons, a cúpula desta luminária deve estar direcionada para o teto. A ideia aqui é que a luz seja refletida no teto e espalhada pelo ambiente de forma uniforme.

Rasgo de luz como iluminação geral pode ser utilizada com fita de LED, cordão de Luz ou lâmpada fluorescente. Essa tendência da iluminação além de prática, garante uma uniformidade de luz e sofisticação ao local.
A sanca de gesso proporciona uma iluminação mais difusa e cênica. Com iluminação indireta cria um efeito aconchegante e menos invasiva ao ambiente, além de não aumentar a temperatura no local.
A Luz aplicada em um canto especifico, como em moveis tem a intenção muitas vezes de dar destaque e luminar o espaço escolhido.O ideal é utilizar spots de embutir ou pontos de luz juntamente com uma iluminação geral, assim evita que a luz geral no centro da cozinha gere sombras nas áreas de atividades. Esse tipo de iluminação não cansam a vista e oferecem clareza à superfície.
Os pontos de luz embutidos servem para destacar algo na cozinha, esses pontos podem ser utilizados tanto no forro do teto como nos armários, prateleiras e divisórias. Pode-se utilizar também para destacar pontos relevantes no local, como elementos decorativos e alimentos.
Luminárias direcionadas na cozinha para destacar elementos na decoração como armários e bancadas devem ser combinado com a luz geral.
Para iluminação com spots embutir, de preferência para os de lâmpadas dupla ou tripla com tonalidade branca. Esse tipo de iluminação oferece uma luz sutil e direcionada, conferindo um clima mais moderno ao local.
Se a proposta for deixar o ambiente mais acolhedor e menos cansativo, utilize os spots de embutir como fonte de luz para o local. Lembre-se que esse tipo de iluminação pode interferir diretamente na rotina da cozinha. As texturas e cores do local também devem ser pensadas juntamente com a escolha da luminária.

Utilizar os spots de trilho com sistema direcionável, proporciona foco de luz direto ao local, o que é ideal para locais de atividades na cozinha. A vantagem também está na possibilidade de iluminar pontos específicos como o balcão, pia e armários.

 
 Os pendentes como luminárias sobre o balcão devem ser proporcionais ao tamanho da cozinha. É interessante optar por mais de um pendente, podendo variar de tamanhos e modelos.

O pendente na cozinha é uma peça que proporciona iluminação direta, ou seja, com foco em algum ponto de destaque. É importante levar em consideração o formato e o tipo de material da luminária, por ser um ambiente com tarefas rotineiras, recomenda-se evitar peças com muitos detalhes ou acabamentos em tecido.

Aqui as luzes não costumam interferir na claridade e visão no local,, sendo meramente colocadas com a função de dar destaque à uma peça ou um espaço, mas de forma discreta e suave.

 

Para cozinhas grandes, você poderá criar uma iluminação de cozinha mais abrangente e variada. Se você possui ilhas no cômodo, que tal escolher pendentes grandes para iluminar bem esta área? Além de muito úteis, esses pendentes dão um toque moderno ao ambiente e deixam tudo mais estiloso. Procure opções em aço cromado, por exemplo, e garanta mais personalidade ao seu ambiente.

 

Para ter acesso a conteúdos e guia de produtos clique aqui.

Esse conteúdo foi desenvolvido pela Ilunato loja virtual de iluminação e decoração.